Origem da Cabine Fotográfica

Em 1889, foi lançada a primeira cabine de fotos de que se tem notícia, em uma feira em Paris. Ela funcionava com moedas e a revelação demorava em torno de 5 minutos.

Em 1925, o imigrante russo Anatol Josepho, que muito jovem aprendeu o processo de fotografar e revelar fotos, estreou a primeira cabine na cidade de Nova York, em plena era do Jazz. Ela possuía um banquinho para as pessoas sentarem e uma cortina para dar certas privacidade e evitar a interferência da luz externa. Neste modelos, a revelação demorava oito minutos.

A ideia de Josepho era automatizar e acelerar o processo de fotografar. As cabine eram utilizadas tanto para fotografias de documentos (passaporte, identidade) quanto para proporcionar a lembrança de um momento ou para diversão mesmo.



Naquele tempo as cabines ficavam em locais públicos com grande circulação, e em torno de 7.500 pessoas por dia faziam fila em frente às cabines aguardando pela diversão de receber uma tirinha de oito fotos a 25 centavos. Um atendente de luvas brancas guiava as pessoas para dentro da cabine e pedia para “olhar para a direita, olhar para a esquerda, olhar para a câmera”.

As cabines logo se espalharam pelos Estados Unidos, Canadá e Europa.

#kombinete #cabinedefotos #kombicabine #photobooth #AnatolJosepho #CabineFotográfica #festatemática #kombizinha

0 visualização